A GALINHA MAGRICELA
(G. Monreal / Edgard Poças)

Eu conheço uma galinha
A galinha da vizinha
Avezinha magricela e depenada

Quem tem pena da galinha
Avezinha depenada
A galinha magricela da vizinha?

Bota ovos pela sala
No banheiro e na cozinha
Ela bota, bota, bota
Sem parar

A galinha magricela
Bota ovos sem parar
A galinha magricela
É magrela de botar

A galinha magricela
E bota um e bota dois e bota três
A galinha magricela
Vira cambota e bota quatro de uma vez

A galinha magricela
E bota dez e bota cem e bota mil
A galinha magricela
Bota ôvo bota banca
De mais bela do Brasil

O TRENZINHO
(A. Gorassini / A.Baroncini / Edgard Poças)

Se você quer dormir feliz e sonhar
É só fechar os olhos e imaginar
Que o coração é uma estação pra embarcar
No trem azul dos sonhos que vão passar

Hei! Ouve ele apitar
Chin chin pon pon
Chin chin pon pon
Pelo caminho

O trem já vai chegar
Chin chin pon pon
Chin chin pon pon
Carregadinho

Hei! Dá pra me arrumar
Chin chin pon pon
Chin chin pon pon
Um lugarzinho

Também quero embarcar
Chin chin pon pon
Chin chin pon pon
Num bom soninho

De manhãzinha quando o dia acordar
Você contente, um bom sorriso pra dar
Seu coração é uma estação pra embarcar
No trem azul dos sonhos que vão passar

 

BAILE DOS PASSARINHOS
(W. Thomas / T. Randall / Edgard Poças)

Passarinho quer dançar
O rabicho balançar
Porque acaba de nascer
Tchu tchu tchu…

Passarinho quer dançar
Quer ter canto pra cantar
Alegria de viver
Tchu tchu tchu…

Seu biquinho quer abrir
As asinhas sacudir
E o rabicho remexer
Tchu tchu tchu…

Joelinho vai dobrar
Dois saltinhos só pra ver
Vamos voar

É dia de festa
Dança sem parar
E depois voar no azul
Cruzar de norte a sul
O céu e o mar

Passarinho quer dançar
O rabicho balançar
Porque acaba de nascer
Tchu tchu tchu…

No seu ninho dançará
Passarinho passará
A alegria de viver
Tchu tchu tchu…

Seu biquinho quer abrir
As asinhas sacudir
E o rabicho remexer
Tchu tchu tchu…

Joelinho vai dobrar
Dois saltinhos só pra ver
Vamos voar

É dia de festa
Dança sem parar
E depois voar no azul
Cruzar de norte a sul
O céu e o mar

 

TEM GATO NA TUBA
(João de Barro / Alberto Ribeiro)

Todo domingo havia banda
No coreto do jardim
E já de longe a gente ouvia
A tuba do Serafim…

Porém um dia entrou um gato
Na tuba do Serafim
E o resultado
Dessa “melódia”
Foi que a tuba tocou assim:

Pum…pum…pum… (miáu)
Pum pu ru rum pum pum… (miáu)
Pum…pum…pum… (miáu)
Pum pu ru rum pum pum…

P.R. VOCÊ
(Christovão de Alencar / Hêrve Cordovil)

Se o seu ouvido
Fosse um microfone
Ligado ao coração
Eu lhe diria
Bem baixinho
Vou ser disc jockey
Nessa estação

Assinarei contrato
Para a vida inteira
Mas faço questão de exclusividade
Nossa estação
Assim será
Sempre a primeira
P.R. você
Rádio felicidade.

Se o seu ouvido
Fosse um microfone
Ligado ao coração
Eu lhe diria
Bem baixinho
Vou ser disc jockey
Nessa estação

Nosso programa
Será muito diferente
Pois eu não preciso
De publicidade
Nossa estação
Transmitirá eternamente
P.R. você
Rádio felicidade.

 

CHARLESTON
(Mack Johnson/ Edgard Poças)

Mamãe!
Os meus sapatinhos
Como estão velhinhos
De tanto dançar

Esta dança que balança
E qualquer criança
Dança sem cansar

Charleston
Charleston
Só quem dança sabe o que é bom

Mamãe!
Os meus sapatinhos
Eram tão novinhos
Foi o Charleston

Lá na praia
Lá na escola
Lá em casa na vitrola
Todo mundo ao som do Charleston

Eu já sei todos os passos
Mexo as pernas, mexo os braços
Mas estou sentindo frio nos pés!

Mamãe!

 

A CANÇÃO DOS FELISBERTOS
(Pierre Kartner / Edgard Poças)

De onde é que vocês vêm?
Do país de Felisbem
Onde fica esse lugar?
É muito fácil de encontrar
É bonito esse país?
Felisbem é bem feliz
Vocês gostam de cantar?
cantar e de tocar
Então toca Felisberto!

Canta um pouquinho?

E a segunda voz?

Todo mundo!

Vocês cantam muito bem!
Você vai cantar também
Eu não sei essa canção
Nós ensinamos: atenção!
Se eu cantar tudinho certo?
Você vira um Felisberto!
E se eu não conseguir?
Nós podemos repetir
Então vamos lá!

Encontrei o meu país!
O seu rosto está feliz!
Felisbem é uma canção
Para alegrar o coração
Eu virei um Felisberto!
Felisberto é muito esperto!
Então vamos cantar mais?
E também quem for capaz!
Todo mundo!!

 

COWBOY DO AMOR
(Wilson Baptista /Roberto Martins)

Quando monto em meu cavalo
E jogo o laço
Prendo logo
Prendo logo
O coração

Sou cowboy
Gosto muito de um abraço
Mãos ao alto
E não vai dizer que não

Sou vaqueiro
Capataz de uma fazenda
Nas horas vagas
Também toco um violão

O meu cavalo
É ensinado
Leva bilhetes
Para a filha do patrão

CO-CO-UÁ
(I.Bartoli / Edgard Poças)

Vou contar uma estória do galinheiro da minha avó
Lá todas galinhas juntinhas cantam
C ó – ró – có – có
Todas menos uma que é tão sozinha que até dá dó
Vive só chorando, no seu canto, sempre só

Quando era pequena, engoliu chiclete
Bota o mesmo ôvo sem parar
E o galo lhe chama de “iô-iô repete”
Por isso é que ela chora pra cantar
Co-co-uááá co-co-uááá
Co-co-co-co-uáááá

Eu não aguento mais!
Berra minha avó
Porque essa galinha
Não faz mais có-có-ró-có
Só pra chatear “iô-iô”
Repete sem parar
Co-co-co-co-co-coco-co-co-uááá

E quando as galinhas suas amiguinhas vêm lhe ajudar
A botar seu ôvo, cantar de novo e cacarejar
Grita o papagaio que é bom de bico e sabe imitar
Co-co-uááá co-co-uááá co-co-co-co-uáááá

DANÇA SIM
(N.Pieretti / B.Peregrini / Edgard Poças)
Dança sim
Eu tô contigo
Dança sim
Sou teu amigo

Pinta de vermelho teu nariz
Olha lá no espelho
E sorri feliz

Refrão

Pinta um bigode com carvão
Pega o travesseiro
Faz um barrigão

Pinta, pega na tinta pinta uma pinta
Troca o pé de sapato e anda pra trás
Cata estrelas no céu
Junta faz um colar
E coça a orelha com o polegar

Refrão

Uma bela barba de algodão
E uma bengalinha
Pra rodar na mão

Refrão

E depois coloca num cartaz
“Bom é ser criança
Bom é dançar mais”

 

OH! SUZANA
(D.P / Roberto Costa)

Quando fui ao Alabama
E toquei meu violão
Encontrei uma menina
Num cavalo alazão

Ela me pediu sorrindo
Pra tocar uma canção
Que falasse do Alabama
De um banjo e um violão

Oh! Suzana
Não chores por mim
Pois eu volto pro Alabama
Pra tocar meu banjo assim…

 

O PATO CANTOR
(Emilio Aragon / Edgard Poças)

Pato Zito o mais popular
Pato Zito o pato cantor
Abre o bico e põe pra quebrar
A canção do quá-quá

As patinhas morrem de amor
Pelo pato cantor
E a patota
Que curtição
Rádio e televisão

Preste agora muita atenção
Diga lá por favor
Quantas patas
Eis a questão
Tem o pato cantor?

 

UPA! UPA!
(Ari Barroso)

Lá vai o meu trolinho
Vai rodando de mansinho
Pela estrada além
Vai levando pro seu ninho
Meu amor e o meu carinho
Que eu não troco por ninguém

Upa, upa, upa
Cavalinho alazão
Hei, hei, hei
Não erre de caminho não

Vai assim
Vai assim
Sempre assim
Pra minha sorte não ter fim

 

 

VOLTAR para letras do Balão Mágico