Armação Ilimitada

Armação Ilimitada

por Celso Luiz <calcides@uol.com.br>

Juba e Lula são dois surfistas, amantes também de outros esportes radicais, como vôo livre, caça submarina e motocross. A profissão da dupla é uma versão moderna do famoso “viver de bicos”: armações em geral. Eles tem uma empresa de prestação de serviços, a Armação Ilimitada. Com ela, realizam trabalhos em terra, céu e mar.

Os dois dividem um apartamento com Zelda Scott, uma jornalista que tem como melhor amiga a gordinha Ronalda Cristina, e um neurótico como chefe, o editor do jornal Correio do Crepúsculo, que encarrega Zelda das mais mirabolantes reportagens. Zelda Scott, filha de exilados políticos e tiete de Simone de Beauvoir, namora Juba e Lula ao mesmo tempo. Os rapazes são apaixonados por ela, que não consegue decidir com qual deles prefere ficar. Para completar, chega ao apartamento o garoto Bacana, um menino órfão que passa a viver com eles. Bacana é o secretário da firma de armações dos surfistas e “a pessoa mais coerente” lá dentro.

Juntos eles formam uma pequena família e se metem em uma série de confusões, lutando para resolver seus problemas financeiros e de relacionamento. Houve um episódio da série de título Hoje é dia de Rock, com a participação da banda Paralamas do Sucesso: Herbert tinha sua guitarra de estimação afanada. Mas quando os heróis são Juba e Lula, eles recuperaram a guitarra e ganharam dos paralamicos um ingresso para o show, ou algo do tipo que não me recordo e me lembro dos Paralamas tocando Uns Dias. Após o fim da série a Globo tentou emplacar uma série de nome Juba e Lula que ficou poucos meses no ar no ano de 89.

 

Exibição: 17 de maio de 1985 a 8 de dezembro de 1988

 

KADU MOLITERNO – Juba
ANDRÉ DE BIASI – Lula
ANDRÉA BELTRÃO – Zelda Scott
JONAS TORRES – Bacana
CATARINA ABDALLA – Ronalda Cristina
FRANCISCO MILANI – Chefe
NARA GIL – Black Boy

Música tema da aberura:

Vídeo de abertura:

Imagens: